Rota do Quadrazenho

11 a 13 de Novembro de 2005

Nos dias 11, 12 e 13 de Novembro e aproveitando o feriado municipal de Pombal, o Clube Sem Limites, organizou mais um passeio Intersócios, desta vez realizado na serra da Malcata, denominado Rota do Quadrezenho.


A reunião dos convivas foi feita na sede do Clube pelas 9 horas da manhã, tendo-se iniciado o

percurso até Monfortinho por alcatrão, onde à chegada nos aguardava um belo jardim para a nossa primeira refeição, um belo pic-nic aproveitado também para aproximar as pessoas, visto que algumas ainda não se conheciam. Uma vez terminado o almoço demos inicio ao nosso percurso TT.

A primeira aldeia a ser visitada foi Penha Garcia e por ruas estreitas e becos subiu-se ao castelo de onde se avista o deslumbrante vale encaixado do rio Ponsul, com o seu conjunto de moinhos antigos. Continuámos em percurso TT até à aldeia de Monsanto, onde fomos recebidos pelo Sr. Presidente da Junta, que amavelmente nos guiou na visita a Monsanto, a aldeia mais original e preservada do país. À noite jantámos no forno comunitário, com uma ementa muita rica, tendo no final sido trocadas lembranças entre Junta e o Sem Limites.


No dia 12, começamos a nossa jornada em Penamacor com a visita ao seu castelo. Daqui a nossa rota continuou em TT com destino ao Parque Natural da Malcata, onde foram realizados mais de 50km para delícia de todos os participantes, principalmente pelas paisagens absolutamente deslumbrantes.


No final da manhã ainda visitamos o castelo do Sabugal, e prosseguimos para a localidade dos Fóios, com destino  ao restaurante Truticultura onde foram servidos uma excelente Truta e um delicioso Javali. Após um almoço bem comido e regado passámos pelos Quadrazais e iniciamos um percurso TT com direcção à fronteira Espanhola, onde os estradões largos deram azo a muitas brincadeiras e divertimento.


No final da tarde retemperamos forças numa taberna da aldeia onde o convívio foi nota dominante, convívio esse que se prolongou na residencial Pelicano onde foi servido o jantar e por lá pernoitamos.


No dia 13 despertámos com um manto branco de neve e maravilhados com este acordar iniciámos o término da nossa rota com o almoço em Sortelha, onde foi servido um bacalhau à celta que estava divinal.  Uma vez terminada a visita obrigatória a Sortelha, rumámos com direcção a Belmonte onde visitamos o Museu da Judiaria.


Resta acrescentar que o São Pedro colaborou da melhor forma, contribuindo para a grande satisfação geral do grupo de amigos reunido.

























































Ver "slide show"